Dois mortos e um ferido grave em confrontos nos protestos de Wisconsin

A cidade de Kenosha, onde um homem negro foi baleado pela polícia, viveu mais uma noite de confrontos violentos. Manifestantes e milícias armadas entraram em confronto. Duas pessoas morreram baleadas.

Duas pessoas morreram baleadas e outra ficou gravemente ferida na cidade norte-americana de Kenosha na noite de terça-feira, durante confrontos entre grupos de pessoas quando decorriam protestos contra a abordagem a tiro da polícia sobre um homem negro.

A polícia de Kenosha emitiu um comunicado em que dá conta da existência de dois mortos e um ferido, afirmando estar a investigar os incidentes que envolveram armas de fogo.

Imagens postadas online mostram pessoas a correr pelas ruas de Kenosha, Wisconsin, enquanto tiros são disparados. Vídeos mostram homens feridos, caídos no chão.

O xerife David Beth, do condado de Kenosha, disse que três pessoas foram baleadas, segundo o The New York Times. Foi depois confirmado que duas das vítimas morreram.

A violência ocorreu quando centenas de manifestantes marcharam em protesto pela terceira noite depois de Jacob Blake ser visto num vídeo a ser baleado sete vezes à queima-roupa por um policia branco de Kenosha no domingo.

Blake estava a entrar no seu carro, com os três filhos dentro, quando foi baleado.

Pelo menos um pequeno grupo de homens, principalmente brancos e fortemente armados, estava na cidade na noite de terça-feira e prometia proteger a propriedade.

O The New York Times informou que a polícia está a investigar se o tiroteio da noite de terça-feira "resultou de um conflito entre milícias que protegem um posto de gasolina e manifestantes".

Os confrontos entre um grupo de manifestantes e a polícia começaram antes, com ativistas a atirar artefactos pirotécnicos contra os agentes que responderam com balas de borracha.

Um vídeo, verificado pela AFP e feito pelo fotógrafo Alex Lourie, mostrou um homem sentado no chão sangrando muito devido a um ferimento de arma de fogo no braço, enquanto veículos da policia se aproximavam dele. O ferido foi ajudado pelos polícias.

Noutro vídeo podia ver-se um homem, que parecia carregar uma arma, a cair no chão antes de vários tiros serem ouvidos enquanto as pessoas fugiam do local.

Um repórter da AFP viu vários civis com armas na noite de terça-feira e pouca presença da polícia na cidade, além do tribunal que estava vigiado pelo xerife do condado de Kenosha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG