De Kennedy-Nixon a Trump-Biden: 60 anos de debates presidenciais nos EUA

O presidente republicano Donald Trump e o democrata Joe Biden enfrentam-se na terça-feira num debate presidencial televisivo

O debate presidencial na TV faz parte de uma tradição de 60 anos marcada por alguns dos momentos mais memoráveis ​​da história política moderna dos Estados Unidos, como lembra a agência Reuters, que selecionou alguns dos episódios mais relevantes da história dos debates presidenciais desde 1960, quando John F. Kennedy e Richard Nixon estrearam o formato.

1960. Kennedy contra Nixon

O primeiro debate televisivo opôs o candidato democrata John F. Kennedy ao então vice-presidente republicano Richard Nixon, que se candidatava devido ao facto de o presidente Eisenhower já ter cumprido os dois mandatos legalmente admitidos.

Nixon recuperava de uma ida ao hospital e tinha uma Five O'Clock Shadow - como os norte-americanos designam uma barba de algumas horas - que ficou para a história, por Nixon ter recusado maquilhagem. Kennedy pareceu sempre mais solto e à vontade com as câmaras, enquanto Nixon suava e dava uma imagem de um político em dificuldades.

Os 70 milhões de espectadores concentraram-se no que viram mais do que naquilo que ouviram. E Kennedy ganhou a eleição.

1976. Carter contra Ford

No primeiro debate na TV em 16 anos, o democrata Jimmy Carter enfrentou o presidente republicano não eleito Gerald Ford. Em comentários que ficaram vistos como um grande erro político, Ford disse a determinada altura: "Não há domínio soviético na Europa Oriental e nunca haverá sob uma administração Ford". Carter ganhou essa eleição.

1980. Reagan contra Carter

Carter apareceu apenas no segundo debate presidencial dessas eleições, frente ao republicano Ronald Reagan, após boicotar o primeiro por incluir o candidato do terceiro partido John Anderson.

O presidente acusou Reagan de planear cortar o financiamento da saúde para os idosos. Reagan, que já se tinha queixado de que Carter estava a deturpar as suas posições em várias questões, disse: "Lá vem você de novo".... E riu-se, arrancando risos do público e cunhando uma frase que ecoou no eleitorado. Reagan venceu a eleição.

1984. Reagan contra Mondale

O presidente republicado, de 73 anos, desarmou com sucesso a questão de sua idade no debate com o democrata Walter Mondale, de 56 anos, fazendo virar-se o feitiço contra o feiticeiro: "Quero que saiba que também não vou fazer da idade uma questão desta campanha. Não vou explorar, para fins políticos, a juventude e a inexperiência de meu oponente ". Reagan foi reeleito.

1988. Bush contra Dukakis

O debate entre o então vice-presidente republicano George H. W. Bush e o democrata Michael Dukakis, começou com este a ser questionado sobre se seria a favor da pena de morte para alguém que violasse e matasse a sua esposa.

A pergunta oferecia a um candidato apelidado de "homem de gelo" pelos críticos a hipótese de mostrar o seu lado emocional. A sua resposta demasiado técnica fez exatamente o oposto. Bush ganhou a eleição.

O debate entre candidatos à vice-presidência ganhou relevo quando Dan Quayle, 'vice-presidente' de Bush, se comparou politicamente a John F. Kennedy. O democrata Lloyd Bentsen respondeu, em tom baixo e grave: "Senador, servi com Jack Kennedy [como John F. Kenedy também era conhecido pelos próximos]. Eu conhecia Jack Kennedy. Jack Kennedy era um amigo meu. Senador, você não é Jack Kennedy. "

1992. Três no palco

O debate ficou marcado pela presença de três candidatos à Casa Branca, com Bush, o presidente republicano em exercício, o democrata Bill Clinton e o independente Ross Perot a dividirem o palco. Clinton ganhou a eleição.

1996. Clinton contra Dole

Um estudante perguntou ao republicano Bob Dole se, aos 73 anos, ele não se sentia muito velho para entender as necessidades dos jovens. Dole respondeu que, na sua idade, inteligência e experiência significavam que ele tinha a vantagem da sabedoria.

Clinton retorquiu: "Só posso dizer que não acho que o senador Dole seja velho demais para ser presidente. É a idade de suas ideias que questiono." Clinton foi reeleito.

2000. Bush contra Gore

No seu primeiro debate com o republicano George W. Bush, o vice-presidente e candidato democrata Al Gore recebeu críticas negativas por suspirar alto enquanto Bush falava. Gore reagiu no debate seguinte com uma postura muito mais rígida, perdendo autenticidade.

Ao contrário de Bush, que conseguiu brincar consigo próprio e as suas apontadas falhas gramaticais."Todos nós cometemos erros. Sou conhecido por mutilar uma ou duas sílabas", disse Bush durante o segundo debate, pronunciando incorretamente a "sílaba "de propósito. Bush ganhou a eleição.

2004. Bush contra Kerry

O último debate entre Bush e o democrata John Kerry ofereceu aos eleitores um grande contraste de estilos, com Bush a apostar em argumentos simples, enquanto Kerry desfiou uma série de fatos para suportar os seus argumentos. Bush foi reeleito.


2008. Obama (e Biden) contra McCain (e Palin)

Numa primeira aparição de Joe Biden neste tipo de debates, Sarah Palin, candidata a vide-presidente do republicano John McCain, e Biden, então a concorrer como nº2 do democrata Barack Obama, entraram em confronto sobre a economia e o Iraque durante um animado, mas educado, debate.

Palin frequentemente exibia um estilo folclórico. A determinada ponto, dirigiu-se a Biden num tom considerado demasiado coloquial: "Ah, diga que não é assim, Joe".

Tanto Biden como Palin prometeram tornar a política económica dos EUA mais amigável para os trabalhadores da classe média, mas Biden lembrou que o candidato republicano John McCain considerava os fundamentos da economia fortes quando a crise financeira de 2008 estourou. A dupla Obama-Biden ganhou a eleição.

2012. Obama contra Rommey


Obama pareceu ser surpreendido no seu primeiro debate com o republicano Mitt Romney, preocupando os seus apoinantes. Mas, no segundo debate, Romney, respondendo a uma pergunta sobre igualdade salarial de género, disse que tinha "pastas cheias de mulheres" possíveis candidatas a cargos de gabinete. A frase tornou-se um meme muito parodiado nas redes sociais, suscitando várias críticas à forma como Rommey se referira às mulheres. Obama foi reeleito.


2016. Trump conta Clinton

O primeiro debate entre Donald Trump e a democrata Hillary Clinton atraiu 84 milhões de telespectadores nos EUA, um recorde para um debate e um número raro na era do streaming digital.

Uma troca de insultos dominou o segundo debate, com Clinton a criticar Trump por comentários sexualmente agressivos sobre mulheres que ele fez numa gravação vídeo de 2005.

Trump procurou desviar as críticas acusando Bill Clinton, o ex-presidente e marido da candidata democrata, de ter feito bem pior com as mulheres.

No seu livro publicado em 2017, Hillary Clinton escreveu que no seu segundo debate Trump a fez ficar com a pele arrepiada quando a seguia pelo palco.

Trump foi eleito e vai agora voltar aos debates presidenciais, desta vez para defrontar Joe Biden, terça-feira.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG