Colocou um gosto no Facebook de outro homem e o marido violou-a

Procurador do Tribunal de Valência, em Espanha, pede dez anos de prisão para homem que violou a mulher, mãe dos seus dois filhos, depois de esta ter colocado um gosto no Facebook de outro homem.

O Ministério Público espanhol está a pedir dez anos de prisão para o homem que violou a mulher depois de ter visto que ela tinha colocado um gosto no Facebook de outro.

Segundo a acusação, o homem teve uma atitude de vingança ao trancar a mulher na casa de banho da casa do casal, na manhã do dia 1 de agosto de 2014, quando ainda os filhos estavam em casa, violando-a. O homem gritava à mulher: "Vais voltar a gostar de mim".

"O réu chamou a vítima para ir à casa de banho e, quando ela se aproximou, agarrou-a pelo braço direito forçando-a a entrar na casa de banho e fechando a porta", escreve o Ministério Público, na acusação citada pela agência EFE.

À justiça, a mulher contou que o marido fez alusão a uma discussão que tinham tido na noite anterior pelo facto de ela ter colocado um 'like' numa publicação de um conhecido através da rede social.

Em resultado da agressão do marido, a mulher sofreu ferimentos físicos e um estado psíquico deprimido, para os quais a audiência judicial que o Tribunal Provincial de Valência solicitou vários testes.

O Ministério Público pediu ao tribunal dez anos de prisão para o acusado.

Exclusivos

Premium

Livro

Antes delas... ninguém: mulheres que desafiaram o domínio masculino

As Primeiras - Pioneiras Portuguesas num Mundo de Homens é o livro com as biografias de 59 mulheres que se atreveram a entrar nas profissões só de homens. O DN desvenda-lhe aqui oito dessas histórias, da barrista Rosa Ramalho à calceteira Lurdes Baptista ou às 'Seis Marias' enfermeiras-paraqueditas, entre outras