Capitão Tom, o veterano que se tornou herói britânico, vai ser nomeado cavaleiro pela rainha aos 100 anos

A rainha Isabel II vai nomear "Cavaleiro" o coronel Thomas Moore, um veterano militar britânico que completou 100 anos no final de abril e que se tornou um herói nacional durante a pandemia, depois de arrecadar 33 milhões de libras para a saúde pública.

"O coronel Tom será reconhecido pelas suas extraordinárias realizações de captação de recursos depois de conquistar o coração das pessoas em todo o país", anunciou o governo britânico.

Foi o primeiro-ministro Boris Johnson quem recomendou à rainha Isabel II a condecoração do coronel Tom . "A fantástica arrecadação de fundos do coronel Tom quebrou os recordes, inspirou todo o país e nos trouxe um raio de luz no meio do nevoeiro do coronavírus", afirmou Johnson, agradecendo ao veterano de guerra "em nome de todos os que se comoveram com sua incrível história".

A 6 de abril, o então "capitão Tom" - mais tarde nomeado coronel honorário - propôs-se a arrecadar 1.000 libras para associações vinculadas ao serviço público de saúde britânico, o NHS.

Para isso, criou o objetivo de caminhar, com a ajuda do seu andador, cem vezes os 25 metros quadrados do seu jardim, como forma de prestar homenagem aos profissionais da saúde que combatiam a pandemia de covid-19 - e que o tinham já ajudado, no passado, a superar um cancro e uma fratura na anca.

A história comoveu o Reino Unido e o mundo, que celebraram o desafio autoimposto por Moore e completado uma semana e meia depois, quando o veterano percorreu os últimos metros vestindo uma jaqueta coberta por medalhas militares.


A 30 de abril, a resposta do povo britânico superou todas as expectativas, fazendo com que as doações chegassem aos 33 milhões de libras [cerca de 37 milhões de euros].

Isso ocorreu no dia em que o veterano comemorou seus 100 anos, recebendo algumas honras, como o voo de dois aviões da Royal Air Force e a chegada de 140.000 cartões de aniversário vindos de todo o mundo.

O nome de Thomas Moore também foi dado a um comboio de alta velocidade, além de que foi nomeado membro honorário da seleção de críquete inglesa e viu ainda o serviço postal britânico criar um selo especial em sua homenagem.

Mas o Thomas Moore não parou por aí e procurou uma nova maneira de arrecadar fundos para os profissionais da saúde.

Juntamente com o artista britânico Michael Ball e os grupos de coro do NHS britânico, o coronel Tom cantou uma versão de "You'll never walk alone", tema de um musical pós-guerra que se tornou um hino para os fãs do futebol, em especial do Liverpool. A música chegou ao primeiro lugar no top de singles britânicos, fazendo de Moore o mais veterano a conseguir essa proeza.

Uma assinalável lista de feitos que agora vai merecer mesmo a distinção da rainha Isabel II como Cavaleiro da coroa britânica.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG