Antigo ministro do Partido Conservador britânico detido por violação

Apesar de as autoridades não avançarem oficialmente um nome, a Agence France-Presse (AFP) diz tratar-se de um antigo ministro do partido.

Uma assessora do Parlamento britânico acusou um antigo ministro do Partido Conservador de violação e agressão sexual, tendo sido detido pelas autoridades, segundo a Agence France-Presse (AFP).

A Polícia Metropolitana avança apenas, em comunicado, que já tinha iniciado uma investigação, mas não avança oficialmente o nome do detido.

"Na sexta-feira, 31 de julho, o Serviço Metropolitano de Polícia recebeu denúncias relacionadas a quatro incidentes separados envolvendo alegações de crimes sexuais e agressão", escreveram as autoridades. O acusado é "um homem de 50 anos", que foi entretanto "libertado sob fiança, para regressar em meados de agosto".

Os Conservadores não demoraram a reagir às acusações. Citados pela Press Association, dizem levar "todas as alegações dessa natureza muito a sério". No entanto, "como este assunto está agora nas mãos da polícia, seria inapropriado comentar mais", rematam.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG