12 anos de prisão para dentista que arrancou dente a paciente a fazer acrobacias num hoverboard

Juiz de um tribunal do Alasca chamou-o "louco" antes de ditar a sentença. Além da brincadeira do hoverboard estava também acusado da prática de vários crimes, como doses de anestesia acima do aconselhado.

O caso já era conhecido, mas só agora saiu a sentença. O dentista do Alaska que extraiu um dente a uma paciente enquanto fazia acrobacias num hoverboard foi condenado a 12 anos de prisão de efetiva (mais oito de pena suspensa) pelo Tribunal Superior de Anchorage. E ficou também impedido de exercer a profissão de dentista.

A pena tem em conta não apenas esta brincadeira, mas também outras situações de que estava indiciado (tinha sido acusado de 46 crimes em janeiro), como doses de anestesia acima do aconselhado, extração de dentes sem autorização e outros crimes que colocaram a vida dos pacientes em risco devido a infeções.

O vídeo do dentista Seth Lockhart a extrair um dente a uma paciente, em novembro do ano passado e a fazer acrobacias num hoverboard foi o pretexto para as autoridades darem início a uma investigação e descobrirem vários crimes cometidos. Esta semana o tribunal foi categórico e condenou-o a 12 anos de prisão por exercício de atividade profissional perigosa.

Entre os vários crimes estavam doses de anestesia ministradas nos pacientes acima do normal, com o único objetivo de os manter mais tempo inconscientes e assim aumentar os preços das consultas. Além disso recorria aos serviços de uma administrativa sem experiência na área para o ajudar nas consultas dentárias.

"Analisar este caso, chego a uma única conclusão: você podia ter matado pessoas. O que você fez foi tão ultrajante, narcisista e louco. Até o posso perdoar por tudo o que fez, mas obviamente há uma lição cara que você vai ter que aprender", disse o juiz Michael Wolverton ao ler a sentença.

Uma das testemunhas ouvidas pelo tribunal foi Veronica Wilhelm, precisamente a paciente que foi anestesiada durante uma extração de um dente feito com o dentista a fazer acrobacias num hoverboard, situação que foi filmada.

Seth Lockhart terá enviado este vídeo pelo menos para oito amigos, brincando com a situação.

"Ao olhar para trás, não sei dizer exatamente quando comecei a pisar o risco. Embora eu não tenha dúvidas de que fui capaz de cuidar e aliviar a dor de muitas pessoas que estavam em extrema necessidade, também sei que poderia e deveria ter mantido uma melhor disciplina e foco nas consultas aos pacientes", lamentou o dentista no tribunal.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG