Jornal gratuito "Metro" vai acabar

A publicação da Cofina deixará de ser distribuída a partir da próxima segunda-feira, dia 5 de setembro

O jornal gratuito Metro deixará de ser distribuído a partir da próxima segunda-feira, dia 5 de setembro. "A persistente situação anémica na economia nacional", que "tem vindo, desde há vários anos, a afetar de forma muito profunda a imprensa em geral e a imprensa gratuita em particular" é o "único fator que motiva a descontinuação" do Metro, anuncia em comunicado o grupo Cofina, responsável pela publicação.

O grupo de media que detém ainda o Correio da Manhã, Record, Jornal de Negócios e revista Sábado, entre outras, continuará, no entanto, "a manter a sua aposta no segmento da imprensa gratuita através do Destak", frisa a mesma nota.

A edição portuguesa do Metro foi comprada pela Cofina em 2009, cinco anos depois de ter chegado, em dezembro de 2004, a Portugal (mais precisamente Lisboa) pelas mãos da editora sueca Metro Internacional e do grupo Media Capital. A edição do Porto é distribuída desde 2005.

Exclusivos