A primeira página do DN desta quinta-feira

Fique já a conhecer os títulos da edição que encontra de manhã nas bancas.

O alargamento das ajudas faz a manchete do DN desta quinta-feira. "Lei é lei". Costa desafia Marcelo com a Constituição, titula o jornal.

Primeiro-ministro envia para o Constitucional projeto aprovado por todo o parlamento contra o PS e a que o PR deu luz verde. Imagem do governo sai chamuscada por negar apoios aos mais afetados pela crise. E mesmo que os juízes do Palácio Ratton lhe deem razão - o que é quase certo -, ajudas têm de ser pagas até haver uma decisão.

António Costa é ainda o destaque fotográfico desta primeira página, relativo ao plano de desconfinamento. Números da pandemia dão ao governo confiança para desconfinar.

O DN publica ainda uma sondagem sobre o atual projeto: Maioria dos portugueses aprova reabertura gradual desenhada.

Apesar de ser geralmente positiva a imagem que o país traça dos planos para o desconfinamento, muitos estão bastante preocupados com as condições económicas que se farão sentir nesta crise. Ainda assim, só 22% dos inquiridos veem problemas nos planos de desconfinamento do governo. A esmagadora maioria considera mesmo positivas as restrições previstas para o período da Páscoa e a reabertura das escolas por fases - que só colhe opinião negativa na faixa etária dos universitários.

Outros títulos:

- TAP, NB, PPP. Orçamento do Estado assenta em bomba-relógio de 2,5 mil milhões em despesas incertas

- Líder da task force. País não estava preparado para vacinar em seis meses. Portugal vai receber 23 milhões de doses adicionais

- Livro Verde sobre o Futuro do Trabalho. Empresas com mais negociação coletiva podem ser premiadas no regime fiscal

- Estacionamento em Lisboa gratuito até 13 de abril - faltava levar a reposição do pagamento a votos na Assembleia Municipal

- Quase 30 metros de água António, o big rider português de 18 anos que terá surfado a maior onda da Nazaré

- Maus-tratos. Há crianças de mais em instituições. CPCJ e associação europeia alertam para primeiros anos insubstituíveis

- Reportagem em Pemba "Houve fome, mas Deus é Deus", conta Estêvão ao fim de sete dias de fuga

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG