A primeira página do DN desta quarta-feira

Veja aqui os títulos do jornal que encontra de manhã nas bancas.

A manchete do DN: 32 mortes. Confinamento é "lua-de-mel para agressores". Quem o diz é o líder da APAV, que questiona ainda: que há de melhor para um agressor do que a vítima fechada com ele?

O agravamento da violência doméstica antecipado em 2020 confirma-se: houve mais presos por este crime, mais teleassistência e medidas de coação do que um ano antes, apesar de menos três mortes. Em novo confinamento, especialistas temem que a história se repita.

Ainda neste número, o ensaio exclusivo de Marques Mendes. O analista político, alerta para "a tempestade perfeita" que se pode criar entre a pandemia, crise política e "risco de ingovernabilidade". Elenca desígnios da esquerda e da direita - com avisos ao PSD - e pede um segundo mandato de Marcelo "interventivo" e "federador".

Outros títulos deste número:

- Vacinas covid-19. 50 figuras da saúde e outras áreas criticam governo e apelam à vacinação maciça. 90% dos médicos do privado à espera

- Rúben Dias. Entrevista ao central do City: a pressão de jogar na Premier League, elogios de Guardiola e Pepe e avisos de Mourinho

- Especial crianças. Animação em casa para dias sem aulas

- Portugal bateu mais um recorde diário de óbitos ontem: 291

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG