16 janeiro 2018 às 14h05

Hoteleiros do Algarve preveem que alterações ao alojamento local potenciem arrendamentos ilícitos

A Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) disse hoje que as possíveis alterações ao alojamento local vão "potenciar o aumento dos arrendamentos ilícitos", revelando que, atualmente, existem cerca de 682 mil camas ilegais na região.

/img/placeholders/redacao-dn.png
Lusa
/img/placeholders/redacao-dn.png
Lusa