Partido Nós, Cidadãos! desafia juiz Carlos Alexandre a candidatar-se às Europeias

O Nós, Cidadãos! desafiou esta quinta-feira o juiz Carlos Alexandre a ser o cabeça de lista do partido às eleições europeias de 26 de maio através de um comunicado colocado no seu 'site'.

"Como garantia de uma liderança firme e respeitada, que o seu passado amplamente lhe confere, (...) vem o Nós, Cidadãos! apelar ao juiz Carlos Alexandre para que encabece a lista de deputados de uma candidatura de cidadãos ao Parlamento Europeu", afirma no comunicado.

O partido acrescenta que a escolha de Carlos Alexandre foi feita "após um longo diálogo e contactos que ainda prosseguem com movimentos cívicos de todo o continente, Regiões Autónomas e Portugueses da Lusofonia, com representantes da sociedade civil, do patronato e dos sindicatos, com um ex-presidente da República e ex-candidatos presidenciais".

O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal Carlos Alexandre, 56 anos, tornou-se conhecido após ter decretado a prisão preventiva de personalidades como o ex-primeiro-ministro José Sócrates ou o banqueiro Ricardo Salgado, sendo chamado de "superjuiz".

Neste apelo para que Carlos Alexandre encabece a lista de deputados ao Parlamento Europeu, o Nós, Cidadãos! escreve ainda que "Portugal tem de ter uma voz na Europa que também seja a voz da Europa em Portugal e que saiba escutar as aspirações dos Portugueses na construção de uma sociedade mais justa, mais livre, mais próspera e mais solidária".

"Face aos desafios mundiais, também a União Europeia anseia por reformas que incrementem uma melhor partilha dos benefícios e custos, que limitem os custos da periferia, que estabeleçam um contrato europeu de trabalho, e que pugnem pela segurança e defesa dos cidadãos e pela dignificação da Justiça, mormente através do combate sem quartel à corrupção", acrescenta partido no comunicado.

O desafio do Nós, Cidadãos! surge também na sequência de "um movimento que é muito maior do que o partido e que inclui movimentos de autarcas independentes, movimentos cívicos, sindicatos e entidades patronais", afirmou por seu lado à agência Lusa o ex-candidato presidencial Cândido Ferreira, defensor da escolha de Carlos Alexandre como candidato.

Como os movimentos de independentes não podem concorrer às eleições europeias, o Nós, Cidadãos! seria o partido pelo qual o juiz se candidataria, defendem.

"Entendemos que esta candidatura honrará Portugal e trará uma maneira diferente de fazer política, estamos convictos de que é este o sentimento dos portugueses", disse Cândido Ferreira, que é militante do Partido Socialista.

As eleições para o Parlamento Europeu estão marcadas para o próximo dia 26 de maio, e já são conhecidos os cabeças de lista João Ferreira (eurodeputado, pela CDU), Nuno Melo (eurodeputado, CDS-PP), Marisa Matias (eurodeputada, BE), Paulo Sande (assessor do Presidente da República, Aliança) e Francisco Guerreiro (assessor parlamentar, PAN).

O Nós, Cidadãos! é liderado por Mendo Henriques e foi reconhecido como partido pelo Tribunal Constitucional em 23 de março de 2015.

Nesse ano, concorreu às eleições legislativas e obteve 22.439 votos (0,4%), o que não lhe permitiu eleger qualquer deputado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG