"Made In Sintra". Uma nova forma de promover os produtos regionais

A Câmara Municipal e a Associação Empresarial lançaram uma nova marca para impulsionar tudo o que é produzido no concelho, bem como os respetivos produtores. Músicos e desportistas sintrenses juntam-se à iniciativa como embaixadores da região.

O projeto "Made in Sintra" é a nova aposta do concelho de Sintra para valorizar os produtos e produtores locais após um ano de dificuldades económicas devido à pandemia de covid-19. A nova marca, que é inspirada no conceito "Made in Portugal", resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal e a Associação Empresarial (AE) de Sintra.

Trata-se de um plano estratégico que teve início em 2020 como resposta aos esforços dos empresários do concelho em relação às consequências da pandemia. Depois de alguns meses de crise nos setores da restauração e comércio, entre outros, surgiu a necessidade de impulsionar a comercialização dos produtos locais, e assim nasceu a "Made In Sintra".

Paulo Veríssimo, presidente do conselho consultivo da AE Sintra, conta ao DN que "a ideia surgiu de uma vontade conjunta de criar um conceito para unir, desenvolver e ajudar a promover os produtos da região, não só pelos tempos que estamos a viver, mas para valorizar e ajudar as empresas do concelho a escoar os seus produtos". "Através de uma certificação valorizamos os produtos colocando-os sob o chapéu de uma marca Made In Sintra que servirá para os destacar em lojas, hipermercados e postos de turismo", sublinha.

A iniciativa já reúne uma "família de produtos" que vai desde a típica doçaria de Sintra como as queijadas e os travesseiros, ao queijo fresco, framboesa, cogumelos, amoras, mel, cerveja artesanal, azulejos, pedra lioz, maçã reineta e morango saloio, mas sobretudo com um destaque especial para os vinhos da região. Paulo Veríssimo assume mesmo que a produção de vinho foi imprescindível na decisão de avançar com este projeto: "Sentimos a necessidade de dar visibilidade aos vinhos produzidos em Sintra, tal como aos vinhos de Colares e a outras castas não tão conhecidas."

Famosos juntam-se ao projeto

A marca é sobretudo de especial interesse para os pequenos produtores locais, uma vez que "alguns não têm a capacidade de poderem comunicar e valorizar os produtos a nível de imagem, logótipo e packaging (embalagem). Nesse sentido, a marca "Made In Sintra" pode ajudar a desenvolver esses negócios", admite. O foco na prioridade e na singularidade dos produtos do concelho em contraste com a industrialização é o mote desta iniciativa, que pretende dar continuidade à tradição e manter viva a cultura portuguesa.

Para divulgar os artigos deste verdadeiro cabaz regional, o projeto conta com o apoio de nomes famosos de diversas áreas da sociedade, nomeadamente da cultura e do desporto. Entre eles estão os músicos Luís Represas e Mónica Sintra, o tenista Frederico Gil, Francis Obikwelu (vice-campeão olímpico dos 100 metros), Marco Fortes (atleta olímpico de lançamento de peso), Bruno Coelho (campeão do mundo de futsal) e a ex-judoca olímpica Filipa Cavalleri. Estes autênticos embaixadores, escolhidos pela sua envolvência no concelho ao longo dos anos, têm como missão levar esta nova marca além fronteiras e promover os atributos de Sintra.

Um dos grandes desafios deste projeto é angariar e identificar os produtores genuínos de Sintra de forma a poderem ser certificados pela marca. Para isso, a "Made In Sintra" conta com a ajuda da comunidade, disponibilizando um regulamento com reavaliação aberto a todos os empresários da cidade. As inscrições estão abertas na plataforma www.madeinsintra.pt ou através do email geral@madeinsintra.pt.

dnot@dn.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG