Rússia fala em mais de 23 mil baixas nas forças ucranianas desde o início da ofensiva

O presidente ucraniano defendeu no habitual discurso noturno que "o problema da Rússia é que ela não é aceite - e nunca será - pela totalidade do povo ucraniano" e que "a Rússia perdeu a Ucrânia para sempre". Boris Johnson foi proibido de entrar na Rússia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG