Queda de autocarro num rio no Quénia fez 33 mortos

O autocarro despenhou-se numa ponte devido a uma aparente falha nos travões.

Pelo menos 33 pessoas morreram no domingo no Quénia na queda de um autocarro no rio Nithi, informaram esta segunda-feira as autoridades do condado de Tharaka Nithi, no centro do país.

O Comissário do Condado Nobert Komora disse que 33 pessoas morreram e dez ficaram feridas no acidente, encontrando-se algumas em estado crítico. Uma delas morreu mais tarde, elevando o número de mortos para 34, de acordo com o jornal queniano "The Standard".

O Comissário da Região Oriental, Evans Achoki, disse que os documentos de viagem do autocarro, que circulava entre Mombaça e Meru, mostram que 45 passageiros estavam a bordo, desconhecendo-se ainda a causa do acidente.

As informações preliminares sugerem que o condutor perdeu o controlo do autocarro na sequência de uma avaria dos travões, embora as investigações ainda estejam em curso. "Gostaria de pedir a todos os condutores que fossem muito cuidadosos nesta estrada", avisou Komora.

Este é o mais recente de uma série de acidentes mortais no Quénia e em toda a região da África Oriental, onde as estradas são frequentemente estreitas. A polícia atribui os acidentes ao excesso de velocidade com que os condutores circulam.

No passado dia 08 de julho, pelo menos 20 passageiros morreram na sequência de um acidente ao longo da autoestrada que liga Nairobi à cidade costeira de Mombaça.

De acordo com a mesma fonte, 10 passageiros sobreviveram à queda e foram transportados para o hospital.

Uma pessoa que testemunhou o desastre contou que o autocarro viajava a grande velocidade, quando chegou à ponte.

O local onde se deu o acidente é considerado um ponto negro das estradas do país, atendendo aos acidentes fatais que aí têm sucedido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG