Conte demite-se à espera de poder formar novo governo

Presidente Sergio Mattarella vai decidir agora o que fazer. Em última análise, italianos podem ter que voltar às urnas em plena pandemia de covid-19.

O primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte já apresentou a sua demissão ao presidente Sergio Mattarella, na expectativa de poder formar um novo governo que lhe garanta a maioria que perdeu no Senado.

Mattarella aceitou a demissão e "reserva-se o direito de decidir" o que faze a seguir "e convidou o governo para continuar a trabalhar de forma interina", segundo um comunicado da presidência.

O presidente vai agora ouvir os partidos a partir de quarta-feira antes de decidir se volta a convidar Conte para formar um terceiro governo em dois anos e meio, se opta por "sacrificar" o até agora primeiro-ministro em troca de outro nome que possa garantir uma nova coligação ou se aposta num governo de tecnocratas, liderado por uma figura apolítica.

Caso nenhuma destas soluções resulte, os italianos podem ter que voltar às urnas em plena pandemia de covid-19.

A crise foi desencadeada pela retirada do apoio do ex-primeiro-ministro Matteo Renzi a Conte. Mesmo depois de Conte ter passado um voto de confiança no Senado, devia dentro de dias perder uma segunda votação e resolveu demitir-se antes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG