Autoridades não descartam acusações contra Alec Baldwin

A procuradora distrital de Santa Fé anunciou que, no processo de investigação em curso, "todas as opções estão em cima da mesa". O ator americano disparou uma arma durante as filmagens de um filme, tendo daí resultado a morte da diretora de fotografia.

DN/AFP
© Matthew Stockman/Getty Images/AFP

As autoridades ainda não descartaram acusações criminais contra o ator americano Alec Baldwin, que disparou uma arma durante as filmagens do western "Rust", na passada quinta-feira, resultado daí a morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins, tendo ainda o diretor Joel Souza ficado ferido.

"Todas as opções estão em cima da mesa", disse Mary Carmack-Altwies, a procuradora distrital de Santa Fé encarregada das investigações.

O xerife do condado, Adan Mendoza, disse que cerca de 500 balas foram recolhidas no local, verificando-se haver "uma mistura de cartuchos vazios, falsos e reais". "Vamos determinar como (as munições reais) entraram, por que razão estavam lá", disse Mendoza. As autoridades disseram que é "fundamental uma investigação completa e exaustiva para fazer uma avaliação". Baldwin disparou um revólver LL Pietta Long Colt 45, disse Mendoza.

O incidente aconteceu na quinta-feira à tarde durante a gravação do filme "Rust" no Rancho Bonanza Creek, enquanto Baldwin - que protagoniza o filme do qual também é produtor - ensaiava uma cena.

A diretora de fotografia Halyna Hutchins, de 42 anos, foi ferida e morreu depois num hospital próximo, enquanto o diretor do filme, Joel Souza, também foi ferido no ombro e recebeu alta no mesmo dia.