Premium Do Sudão a Hong Kong: porque está meio mundo em protesto

Da Europa à Ásia, de África à América, milhões de pessoas têm saído às ruas contra (e também a favor) dos governos.

Argelinos e sudaneses revoltaram-se contra os dois homens-fortes que os governaram durante anos a fio, mas continuam nas ruas a tentar demover os respetivos Exércitos. A República Checa (ou Chéquia, como passou a ser designado) e as Honduras estão a milhares de quilómetros de distância, mas os povos estão irmanados contra governantes sob suspeita. No Brasil e em Hong Kong, os cidadãos lutam pelos direitos, e na Geórgia o sentimento de humilhação desencadeou uma crise que envolve a Rússia.

Impasse na Argélia

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG