Premium Europeias e populismo na Europa

As eleições europeias são as mais propícias ao aparecimento de candidaturas extremistas ou populistas. E a culpa da vulnerabilidade dessas eleições não é dos populistas. Esses são responsáveis pelo discurso, mas aproveitam um contexto oferecido de bandeja.
Por quatro razões.

1 A União Europeia, com os seus defeitos, representa, para a maioria da população, a sociedade aberta, a economia de mercado. Ora, essas realidades têm sido pifiamente defendidas. Ao contrário dos detratores, cheios de certezas, os apoiantes da economia de mercado têm-se perdido no meio de tantas adversativas que é impossível transmitir liderança. Estas eleições agregam, pois, todos os que, nos extremos, defendem sociedades fechadas e anticapitalistas. Não são esses os mais motivados?

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG