Premium Pedro Sánchez e Pablo Iglesias: Unidos Podemos ser governo?

As desconfianças entre os dois líderes e os respetivos partidos parecem cada vez maiores, mas o primeiro-ministro não desiste de tentar formar governo até setembro.

No final de agosto de 2016, o líder do Partido Popular, Mariano Rajoy, apresentou-se aos deputados como candidato a primeiro-ministro. Sem maioria parlamentar, precisava do apoio de outras formações para ser investido. Na véspera, o líder do PSOE, Pedro Sánchez, deslocou-se à sede do governo, o Palácio da Moncloa, onde se reuniu com Rajoy. À saída, escreveu no Twitter: "A reunião de hoje era evitável, teve a intenção única de nada oferecer e a clara intencionalidade de nos responsabilizar." Na mensagem seguinte, a estocada: "A responsabilidade de o senhor Rajoy perder a votação é exclusiva do senhor Rajoy, por ser incapaz de construir uma maioria."

Ler mais