Premium Esta é Lizzo, a artista que pode ganhar oito Grammys

Sofreu bullying na escola, já viveu no carro, teve várias depressões e transformou isso tudo em canções que são lições de empoderamento para todas as mulheres. A norte-americana Lizzo tem 31 anos e não pede desculpa por ser grande. É a artista mais nomeada para os prémios Grammys que são entregues neste domingo.

Em dezembro passado, pouco depois de saber que estava nomeada para oito prémios Grammy, a cantora Lizzo foi assistir a um jogo de basquetebol dos LA Lakers e, no momento em que a claque dançava uma das suas músicas, não resistiu a levantar-se para dançar também, divertida, mostrando um peculiar vestido que tinha uma abertura na zona do rabo - do seu enorme rabo. As redes sociais, claro, não perdoaram. Foi criticada e gozada. Mas ela não se deixou intimidar: "Não quero saber o que dizem de mim, fico na minha bolha de positividade. Sabem quanto tempo levei a apaixonar-me por este corpo? O meu rabo era a parte de que eu menos gostava em mim e aprendi a gostar dele", explicou dias depois num programa de televisão. "Temos de ser nós próprios e não deixar ninguém dizer-nos o que devemos fazer, muito menos a internet."

Esta é Lizzo, a artista para quem as oito nomeações para os Grammy, os prémios da indústria musical norte-americana que serão entregues no domingo à noite, são apenas a cereja no topo de um ano em que tudo lhe correu bem. Em 2019 lançou o álbum Cuz I Love You, atuou em Coachella e em Glastonbury, foi ao programa de Ellen DeGeneres, cantou na cerimónia dos prémios MTV, foi elogiada por Elton John, Missy Elliot, Rhianna. "Eu já tinha a minha carreira, fazia as canções de que gostava, tinha os concertos lotados, vivia da música. Para mim já estava bom. Mas neste ano tudo mudou. Eu já era música, agora sou uma estrela", concluía, em dezembro, quando a Time a escolheu como entertainer do ano.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG