Rodrigo Costa Félix acaba de lançar o novo disco, Tempo
Premium

Artes

"É difícil ser criativo. Os artistas estão a tentar sobreviver"

Rodrigo Costa Félix lançou o disco Tempo no meio do confinamento que tem afetado a comunidade fadista. Um disco desafiante, uma entrevista com sinais de esperança...

Como é que foi lançar um disco de fado, numa fase tão pouco convivial como foi esta quarentena?
Eu não decidi lançar um disco no meio do confinamento, propriamente. A data estava marcada e foi antes de sabermos o que se iria passar com esta crise e esta pandemia. E eu tinha concertos ao vivo em Lisboa e no Porto para o mês de abril. Quando começou de facto esta pandemia aguardámos algum tempo para ver se eventualmente haveria alguma recuperação, alguma forma de manter os espetáculos. Só quando se revelou completamente impossível é que os adiámos. A data para o lançamento do CD nas plataformas digitais estava marcada e alterá-la seria inútil. Nas plataformas digitais é indiferente, não é propriamente prejudicial lançar nesta altura em que as pessoas estão em casa. Obviamente que não fiz um lançamento do CD físico, mas isto significa que eventualmente poderei fazer dois momentos do lançamento do disco. Quando tudo isto passar eu conto fazer um lançamento do CD, fazer os concertos de apresentação ao vivo em Lisboa e no Porto e espero que as pessoas adiram na mesma, independente desta décalage entre o lançamento digital e o lançamento físico.

Ler mais

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG