Premium Tancos e a degradação das instituições

Um assalto a um paiol que estava guardado como se lá estivesse papelada inútil; responsáveis que desconheciam o inventário; um chefe do Estado-Maior do Exército que não percebe que foi no turno dele que tudo aconteceu; um ministro que diz graçolas do género "nem sei se houve assalto"; agentes de autoridade que acham que ter um mandato lhes permite definir a cada momento o que é o interesse nacional; e gente que mente com quantos dentes tem na boca.

A história parece complicada, mas não é. Também podia ser um conjunto de acontecimentos excecionais, mas tudo indica que também não é o caso. O que temos perante nós é um sinal avançado de uma perigosa degradação de algumas instituições.

Ler mais

Exclusivos