Web Summit avança para África "em 2025 ou 2026"

Paddy Cosgrave tem a ambição de continuar a expandir a marca Web Summit pelo mundo fora. Depois de Brasil e Tóquio, o continente africano deverá receber um evento regional dentro de três ou quatro anos.

Depois de terem sido anunciadas edições regionais no Brasil e em Tóquio, a Web Summit espera avançar também para África em 2025 ou 2026. A previsão é do cofundador e presidente executivo da Web Summit, Paddy Cosgrave.

"Vamos [levar a Web Summit] para África em 2025 ou 2026", afirmou Cosgrave em conferência de imprensa esta quinta-feira. "A ambição é fazer com que a Web Summit se torne ainda mais global", adiantou. E onde poderia ser a nova localização regional da Web Summit em África? O CEO da Web Summit não falou em localizações específicas, mas referiu o Dubai como uma possibilidade, tendo em conta que no final de 2020 já Cosgrave tinha prometido levar a cimeira tecnológica para África e Médio Oriente em 2023.

Além de África, o empresário irlandês também revelou haver a intenção de "fazer alguma coisa" também na China, concretamente em Pequim.

Além do evento principal que ocorre em Lisboa há sete anos, a Web Summit está, atualmente, por trás do Collision, que ocorre em Toronto (Canadá), e do RISE, que se realiza em Hong Kong (a última edição foi em 2019). A partir de maio de 2023 realizar-se o primeiro evento regional da marca Web Summit no Rio de Janeiro, no Brasil. A Web Summit também está a estabelecer-se em Tóquio, mas depois do cancelamento do evento este ano ainda não há uma data definida.

Leia mais em Dinheiro Vivo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG