Santos Silva quer ingleses a visitarem Portugal sem passar por Lisboa

Ministro dos Negócios Estrangeiros tenta convencer Governo britânico a reverter quarentena obrigatória para quem voltar de Portugal.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, quer que os ingleses visitem Portugal mas sem passarem pela região de Lisboa. O número 3 do Governo já está a estudar alternativas à decisão do Governo britânico, que manteve a quarentena obrigatória aos turistas que regressem de Portugal depois de passarem férias.

"Se a preocupação é [o surto de] Lisboa, vamos trabalhar com os britânicos para mostrar que o Algarve não representa qualquer descontrolo", afirmou o ministro dos Negócios Estrangeiros em entrevista ao Jornal da Tarde da RTP1. Além disso, Santos Silva garante que vai manter trabalho diplomático "intenso" para reverter a "decisão absurda" do Governo de Boris Johnson.

Este sábado, o Embaixador do Reino Unido em Portugal, Chris Sainty, justificou, através da rede social Twitter, que a manutenção da quarentena obrigatória para os britânicos que regressem de solo português deve-se ao surto na região da Grande Lisboa, e que levou à imposição do dever cívico de recolhimento em 19 freguesias dos concelhos de Sintra, Odivelas, Amadora, Loures e Lisboa.

Para Portugal Continental, além da imposição de quarentena de 14 dias no regresso ao Reino Unido, não são recomendadas as viagens não essenciais. Para as regiões autónomas dos Açores e da Madeira, deixam de ser desaconselhadas as viagens, o que é importante para efeitos de cobertura de seguro.

Esta exclusão de Portugal Continental é um rude golpe para o setor turístico português, nomeadamente para regiões como o Algarve, fortemente dependente dos visitantes britânicos. Em 2019, o sul do país acolheu mais de cinco milhões de hóspedes, o que representou quase 21 milhões de dormidas.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG