Vodafone despede 25% dos trabalhadores em Espanha

Despedimentos podem afetar até 1200 pessoas. A empresa justifica a medida com a queda das receitas devido às novas ofertas de baixo custo.

A Vodafone Espanha comunicou aos representantes dos trabalhadores a abertura de um processo de despedimento coletivo que afetará um máximo de 1.200 trabalhadores, cerca de 25% da força de trabalho, avança o El País.

O período de consultas vai começar no final de janeiro e deve prolongar-se durante um mês. A medida já tinha sido avançada pelo jornal espanhol em novembro do ano passado, justificada na altura com a queda das receitas motivada pela contínua redução de preços dos novos pacotes de serviços - fixo, móvel, internet e televisão - de baixo custo.

"No contexto atual do mercado, a procura de serviços tem crescido de forma exponencial. Mas, cerca de 50% das vendas brutas estão associadas a ofertas de baixo e médio custo, o que obriga a Vodafone a ter uma estrutura de custos preparada para competir com sucesso em todos os segmentos", conta a operadora em comunicado. Com clientes cada vez mas exigentes, a Vodafone aponta a necessidade de "um modelo organizativo mais simplificado e que reforce a coordenação e as sinergias entre equipas".

A empresa de telecomunicações espera chegar a um acordo com os sindicatos para que a medida seja o menos traumática possível. Os despedimentos devem ocorrer em finais de fevereiro e início de março.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos