INE confirma carga fiscal em 35,4%, a maior de sempre

Receitas fiscais subiram 6,5% em 2018, ano em que o PIB se expandiu em 3,6%.

A carga fiscal portuguesa ficou no ano passado em 35,4% do produto interno bruto, confirma esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística, numa evolução da cobrança de impostos que traduz em 2018 um subida de um ponto percentual no peso das receitas fiscais na economia (34,4% em 2017). Os dados apontam um crescimento no encaixe fiscal de 6,5%, em termos nominais, acima do crescimento de 3,6% do PIB.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.