Governo diz que conseguiu cortar mais de 10% no défice até ao 3º trimestre

Governo de Costa e de João Leão fala em "melhoria" das contas públicas pois consegue comprimir mais o défice com recurso a um salto de quase 7% na receita, que compensou a subida da despesa.

O défice público registou uma forte redução no período que vai do início do ano até ao final do terceiro trimestre (setembro), anunciou o Ministério das Finanças (MF), esta terça-feira, enquanto decorre o primeiro debate parlamentar sobre a proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022).

A tutela do ministro das Finanças João Leão regozija-se por ter conseguido uma "melhoria" no défice, ou seja, um corte acumulado de quase 13% em setembro face a igual mês de 2020, o equivalente a menos 677 milhões de euros no défice.

"O défice das Administrações Públicas até setembro atingiu 4.634 milhões de euros em contabilidade pública, refletindo uma melhoria de 677 milhões de euros face ao período homólogo em resultado do crescimento da receita (6,9%) ter sido superior ao observado na despesa (5,3%)", diz uma nota do gabinete de João Leão, enviada às redações.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG