"Gostaria de ter sido um grande jogador de basquete. Também tive o sonho de ser astronauta"

O famoso questionário respondido pelo consultor de vinhos, CEO da Martins Wine Advisor e embaixador da OENO em Portugal, Cláudio Martins

A sua virtude preferida?

Mais do que uma, mas com o mesmo sentido, amizade, lealdade, compreensão... Tudo o que nos faz deixar cá uma marca enquanto homens, cidadãos.

A qualidade que mais aprecia num homem?

Honestidade.

A qualidade que mais aprecia numa mulher?

Liderança.

O que aprecia mais nos seus amigos?

Além das boas garrafeiras de vinhos que têm, gosto de conjugar o verbo ir com os amigos e "quando um diz mata, o outro diz esfola".

O seu principal defeito?

Acreditar sempre demasiado nas pessoas e a impaciência... De facto, paciência não é o meu forte. Quero tudo feito para ontem!

A sua ocupação preferida?

Como wine advisor, poderia dizer que era estar a desfrutar uma boa refeição e um bom vinho à mesa, mas isso já faço todos os dias. Ou seja, tudo o que eu gosto o meu trabalho proporciona-me diariamente. Estar com pessoas, socializar com amigos e clientes que depois se tornam amigos... Gostaria de poder voltar a jogar basquetebol todos os dias.

Qual é a sua ideia de "felicidade perfeita"?

Tanto na relação pessoal como profissional, viver de forma leve, com compreensão. Viver com alegria é muito importante.

Um desgosto?

A desilusão dos amigos que, afinal, eram oportunistas.

O que é que gostaria de ser?

Gostaria de ter sido um grande jogador de basquete. Mas também tive o sonho de ser astronauta, para ir mais além. Foi por isso que criei a série limitada de vinhos Wines From Another World, com nove vinhos com nomes de todos os planetas do sistema solar, para que o espaço venha até nós enquanto não podemos ir nós aos planetas.

Em que país gostaria de viver?

Já vivi em vários países, com residência no Reino Unido durante mais de 20 anos. Em 2018 decidi ficar de vez em Portugal e, embora continue a viajar muito, de cada vez que regresso fico mais convicto de que não quero viver em mais nenhum outro país. Portugal tem tudo o que eu poderia aspirar para estar bem. Temos praias fantásticas, embora a água pudesse ser mais quente, gastronomia incrível, vinhos fora de série... mas o mais importante são mesmo as pessoas. Não há outro povo tão acolhedor e com tanto calor humano.

A cor preferida?

Embora o clube do coração seja o SLB, o azul é a minha cor preferida.

A flor de que gosta?

Violeta.

O pássaro que prefere?

Águia.

O autor preferido em prosa?

Vários. O último livro que li foi Steve Jobs: A Biografia, de Walter Isaacson.

Poetas preferidos?

Fernando Pessoa, sempre, Mário Quintana, Leonard Cohen.

O seu herói da ficção?

Super-Homem.

Heroínas favoritas na ficção?

Catwoman.

Os heróis da vida real?

Os meus pais.

As heroínas históricas?

Catarina de Bragança.

Os pintores preferidos?

Miguel Angelo.

Compositores preferidos?

Jorge Palma.

Os seus nomes preferidos?

Cláudio, Rafael, Maria.

O que detesta acima de tudo?

Falsidade e vinhos com TCA (defeito que existe nas rolhas e que estraga o vinho).

A personagem histórica que mais despreza?

Hitler.

O feito militar que mais admira?

25 de Abril. Transformou o país.

O dom da natureza que gostaria de ter?

De fazer calor todos os dias.

Como gostaria de morrer?

Em paz e sem dores.

Estado de espírito atual?

Mistura de tranquilidade com tenacidade. Um furacão interior de vontade de fazer coisas.

Os erros que lhe inspiram maior indulgência?

O facto de as pessoas não acreditarem nelas próprias e nos projetos nos quais se envolvem faz com que só vão em frente em meias doses. Tenho pena, mas entendo.

A sua divisa?

Se conseguir ter as pessoas que me rodeiam felizes, com saúde, para mim está ótimo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG