APAVT: "Aeroporto de Lisboa é um insulto sem perdão. É cuspir na cara de quem nos estendeu a mão"

O presidente da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo lamenta as filas no aeroporto Humberto Delgado e diz que os constrangimentos na Portela são "uma vergonha nacional".

O presidente da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) lamenta o caos no aeroporto de Lisboa que se verificou nos últimos dias e as longas filas de espera a que os passageiros que chegam ao país têm sido sujeitos.

"O aeroporto de Lisboa, veja-se os acontecimentos de ontem de manhã, representa, simplesmente, uma vergonha nacional. Pior parece-me impossível e, face ao esforço que todas as empresas desenvolveram para resistir durante a pandemia, "apresentar-lhes" este aeroporto é um insulto sem perdão", refere Pedro Costa Ferreira ao Dinheiro Vivo.

O presidente tece duras críticas ao funcionamento da infraestrutura e à ausência de pessoal do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) nas horas de pico. "O turismo é uma relação entre pessoas. Tratar as pessoas deste modo, quando elas estão a entrar no país, é cuspir na cara de quem nos estendeu a mão", aponta.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG