Acordo fechado: Mário Ferreira fica com 30% da TVI

Empresário pagou 10,5 milhões por quase um terço da empresa de media. Espanhóis da Prisa mantêm restantes 64,5%.

Se à primeira a operação ficou pelo caminho, Mário Ferreira não baixou os braços e depois de a Cofina ter decidido voltar atrás com a oferta para comprar a TVI - com o empresário pronto a assumir uma fatia desse negócio -, o dono da Douro Azul fez nova oferta e fechou negócio. Um par de semanas depois de ser conhecida a oferta de Mário Ferreira por 30% do grupo que detém ainda ativos como a Rádio Comercial ou a produtora Plural, foi comunicado ao mercado que o negócio está feito.

"A operação foi concretizada através da compra de um bloco de ações, no valor de 10,5 milhões de euros, correspondentes a 30,22% do Grupo Media Capital, assumidas agora pela portuguesa Pluris, detida por Mário e Paula Ferreira", escreve em comunicado à CMVM a espanhola Prisa, que detém o grupo Media Capital.

Leia as atualizações a esta notícia no Dinheiro Vivo.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG