Vivianne Miedema. Ela marcou mais golos que Ronaldo e Messi em 2019

Jogadora do Arsenal acabou o ano com 53 golos, apenas superada por dois jogadores: Robert Lewandowski, com 54 golos e Hamdullah, com 57...

Vivianne Miedema foi uma das grandes protagonistas do futebol feminino em 2019. A jogadora holandesa fechou o ano com números espetaculares que a colocaram entre os goleadores do ano. Além de ser a melhor marcadora entre as mulheres, ela é a terceira do mundo numa lista geral. A jogadora do Arsenal marcou 53 golos (entre equipa e seleção), sendo apenas superada pelos 54 golos de Robert Lewandowski (Bayern Munique) e os 57 de Abderrazak Hamdullah (Al-Nassr) e ficando à frente de Messi, que marcou 50, e Cristiano, que marcou 39, por exemplo

Miedema tem apenas 23 anos e muitos recordes quebrados. No ano passado a jogadora holandesa ganhou a Women's Super League (Superliga do futebol feminino em Inglaterra), competição em que se sagrou a melhor marcadora com 22 golos. Isto antes de se juntar à seleção e ajudar a Holanda a chegar à final do mundial, que perdeu para os EUA, com três golos. A veia goleadora prossegui na taça (chegou à final), com mais nove golos, e Liga dos Campeões, prova em que marcou dez golos (quatro no mesmo jogo contra o Slavia Praga). Tornou-se ainda na maior goleadora da seleção (tem atualmente 69 golos) e única jogadora a marcar seis golos e fazer quatro assistências num só jogo da liga inglesa. Foi na vitória sobre o Bristol City, por 11-1, a maior goleada da liga inglesa até hoje.

Fã do Feyenoord, Miedema nasceu em 15 de julho de 1996, em Hoogeveen (Holanda) e tem sido uma pioneira. Sempre foi uma criança atlética e assinou pelo Heerenveen aos 14 anos, fazendo a estreia pelo equipa principal um ano depois e antes de se mudar para o Bayern Munique e conquistar o título da Bundesliga feminina em 2014-15. A ascensão foi meteórica.

Comparada a Robben, a avançada foi chamada à seleção para o Euro2017, que acabou com a estrondosa vitória holandesa. Depois mudou-se para o Arsenal onde tem feito história. Em fevereiro já tinha batido o recorde de mais golos marcados numa só temporada da superliga feminina inglesa levando os gunners ao título. Foi quinta classificada na Bola de Ouro e quinta classificada no prémio FIFA The Best.

Feitos que serviram de inspiração à escritora Joke Reijnders e ao ilustrador Sanneke Prins, que resolveram fazer uma série sobre ela - Vivianne Voetbal.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG