Treinador emblemático no Brasil morre aos 72 anos

Valdir Espinosa foi o primeiro a conquistar a Taça Libertadores pelo Grémio, em 1983.

O treinador Valdir Espinosa morreu esta quinta-feira no Rio de Janeiro, aos 72 anos, devido a problemas respiratórios que surgiram após uma intervenção cirúrgica.

Trata-se de um dos técnicos mais emblemáticos do futebol brasileiro, que entrou na história do Grémio por ter treinado a equipa que conquistou a primeira Taça Libertadores e também a primeira Taça Intercontinental, em 1983. Estes foram os mais importantes títulos que conquistou, aos quais juntou ainda vários estaduais.

No total treinou 25 clubes brasileiros, entre os quais alguns dos mais importantes como Vasco da Gama, Flamengo, Fluminense, Botafogo, Corinthians, Palmeiras, Atlético Mineiro e Internacional Porto Alegre, tendo ainda passado pelo Al Hilal, onde se sagrou campeão saudita, pelos japoneses do Verdy Kawasaki e ainda pelo Cerro Porteño, pelo qual bicampeão do Paraguai, e os americanos do Las Vegas City.

Valdir Espinosa tinha voltado no início deste ano ao Botafogo para ser diretor para o futebol do clube carioca, mas a 14 de fevereiro afastou-se devido a problemas de saúde, que acabaram por ser irreversíveis.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG