Treinador do Lille "chateado e irritado" por perder adjuntos para Mourinho

João Sacramento era o adjunto principal de Christophe Galtier, enquanto Nuno Santos era o treinador de guarda-redes.

O treinador do Lille, Christophe Galtier, admitiu estar "chateado e irritado" por perder os adjuntos João Sacramento e Nuno Santos para a equipa técnica de José Mourinho no Tottenham. "Sim, fiquei chateado, irritado porque o momento não é bom. Mas o que poderia ter feito o meu presidente [Gérard Lopez] com dois funcionários que queriam sair e conhecer outra realidade? Não estamos no mundo das lágrimas. Entendi [a decisão do presidente] e certamente teria feito a mesma coisa", resignou-se.

João Sacramento era o adjunto principal de Christophe Galtier, enquanto Nuno Santos era o treinador de guarda-redes, e agora vão ambos vão trabalhar com José Mourinho no seu regresso ao ativo, deixando a formação francesa a dois dias de um jogo com o Paris Saint-Germain.

"Cada um tem a sua forma de fazer as coisas", disse Galtier sobre Mourinho, que "ligou ao Luís [Campos]" no início do processo em vez de falar consigo próprio.

Questionado sobre a possibilidade de se sentir apunhalado pelas costas por Mourinho, o gaulês refere não saber se a situação "deva ser interpretada assim", lamentando, contudo, a "elegância" do procedimento.

Questionado sobre a possível saída de Luís Campos, o diretor desportivo do Lille, disse acreditar que ele não pensa mudar de ares."Investiu 200% no projeto e não sinto em causa um milésimo de desejo de viver outra aventura. Eu sinto-me muito, muito comprometido. Estamos muito próximos e olhamos juntos para o futuro", concluiu.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG