Tem 47 anos e marcou um golo de bicicleta no fim de semana. Veja o vídeo

Paulo Catarino joga no Águas de Moura, nos distritais de Setúbal, e marcou de forma acrobática o 299.º golo da carreira

Paulo Catarino tem 47 anos, mas o peso da idade não impediu que no sábado marcasse um golo de pontapé de bicicleta, na receção do Águas de Moura ao Melidense (2-0), em jogo a contar para a fase de grupos da Taça da Associação de Futebol de Setúbal.

O veterano avançado, que passou por clubes como Nacional, Vitória de Setúbal, Leça e Olhanense, recebeu um cruzamento da direita e não foi de meias medidas, chegando de forma acrobática ao 299.º golo da carreira.

Há vários anos a perseguir a meta dos 300 golos, para dedicar o feito à mãe falecida, Catarino praticamente não jogou nas últimas três temporadas, devido às suas funções de treinador adjunto que exercia no Torreense, mas neste arranque de temporada vai mostrando que não perdeu ao jeito, uma vez que leva três golos em quatro jogos.

O golo 300 pode chegar já este domingo, na visita ao Samouquense, em partida da 1.ª jornada da II Divisão Distrital da AF Setúbal. "Motiva-me a paixão pelo futebol, e depois o objetivo dos 300 golos, que é uma coisa que já persigo há algum tempo e que espero conseguir até ao final da minha carreira", contou há dois anos, em conversa com o DN. "A relação com a minha mãe era muito especial. Era a minha primeira fã, aquela que me deu mais forças, e foi graças a ela que fiz carreira no futebol, porque sempre me incentivou. Sempre me disse para ir atrás dos meus sonhos. Não sei onde ela estará nem se vê ou vai saber, mas os 300 golos serão dedicados a ela", afirmou na altura.

O Águas de Moura, emblema do concelho de Palmela, é o 29.º que representa no futebol sénior, depois de 1º Maio Setúbal, Quintajense (duas vezes), Fabril Barreiro (duas vezes), Comércio e Indústria, União de Santiago do Cacém (duas vezes), Montijo, Alcanenense, Nacional da Madeira, Imortal, Vitória de Setúbal, Leça, Olhanense, Atlético, Olivais e Moscavide, Pinhalnovense (duas vezes), Mafra, Santana, Amarante, União de Montemor, Torreense, Malveira, Mineiro Aljustrelense, Alcochetense, Paio Pires, Quinta do Conde, Palmelense e Valenças.

Exclusivos