Stoichkov chora em direto na televisão devido ao racismo no Bulgária-Inglaterra

Antiga estrela búlgara defendia uma punição exemplar para os clubes e a seleção do seu país quando não conteve as lágrimas em direto numa estação de televisão mexicana.

Hristo Stoichkov foi o melhor jogador da história do futebol búlgaro e não conteve a emoção em direto na televisão mexicana TUDN, onde é comentador, quando foi questionado sobre a melhor forma de combater os atos de racismo como aqueles que se verificaram na segunda-feira no decorrer do jogo entre a Bulgária e a Inglaterra, em Sófia, que obrigaram por duas vezes à paragem da partida.

As lágrimas correram-lhe na face quando defendia uma punição exemplar para o seu país. "Que estes adeptos não sejam autorizados a entrar num estádio. Ou então que se apliquem punições ainda mais severas, como em Inglaterra, quando estiveram cinco anos sem poder participar nas competições da UEFA, à seleção e aos clubes. Para que, de uma vez por todas, esses drogados... As pessoas não merecem sofrer. Acha que me sinto confortável com o que estou a dizer?"", dizia quando foi interrompido pela emoção, baixando a cabeça enquanto chorava.

Nesta quarta-feira, as autoridades búlgaras identificaram 15 suspeitos de terem protagonizados os atos racistas durante o jogo de apuramento para o Euro 2020 frente a Inglaterra, tendo seis deles sido detidos, enquanto os outros nove continuam sob investigação.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG