Sertanense a jogar com oito elimina Farense

Além da equipa da Sertã, passaram aos quartos-de-final da prova, o Famalicão, o Sp. Espinho e o Acdémico de Viseu.

Houve Taça na Sertã. O Sertanense assegurou a passagem aos oitavos de final da Taça de Portugal em futebol, ao vencer o Farense por 2-1, após prolongamento, tendo marcado o golo decisivo com apenas oito jogadores em campo.

A formação do Farense, da II Liga, foi mais perigosa no primeiro tempo perante uma equipa do Campeonato de Portugal (terceiro escalão), que se mostrou muito combativa e organizada defensivamente, mas muito penalizada disciplinarmente, tendo terminado a partida com três jogadores expulsos. O Farense foi a primeira equipa a marcar, aos 31 minutos, por Fabrício Simões, mas os da casa, já com Sana e Ka Semedo expulsos, empataram o jogo com um golo de Paulo Marquinhos aos 89 minutos.

Depois, antes do apito final, Hamed Doukoure, do Sertanense, também viu o cartão vermelho e deixou a equipa a jogar com nove no prolongamento. Apesar da desvantagem numérica a equipa beirã chegou aos 2-1, com um auto-golo de Rafael Vieira. E assim o Farense, líder da II Liga foi eliminado da Taça de Portugal.

Já o Famalicão, da I Liga, venceu a Académica, da II Liga, por 1-0, com um golo de Toni Martinez, qualificando-se para os quartos de final da prova. Assim como o Sp. Espinho, que venceu o Arouca por 3-2, depois de um empate a dois golos no tempo regulamenta. No Estádio do Bolhão, em Fiães, os de Espinho inauguraram o marcador por Vieirinha, aos 21 minutos, com Jota a marcar o segundo golo ainda da primeira parte (36'). O Arouca, que dominou toda a segunda parte, reduziu a diferença por Diogo Costa, aos 67 minutos, chegando à igualdade por Sheriff (90'+4'), no último lance do tempo regulamentar.

O Sp.Espinho acabou por garantir a vitória por 3-2 e a passagem aos oitavos de final da competição no prolongamento com um golo de Diogo Valente, aos 112 minutos, quando o Arouca já jogava com nove jogadores.

Em Viseu, um golo de Latyr, aos 72 minutos, deu o triunfo (1-0) ao Académico de Viseu na receção ao Feirense. No Estádio do Fontelo, o lance capital aconteceu aos 72, quando o senegalês Latyr desviou do alcance de Caio Seco, um cruzamento de João Mário, na esquerda do ataque do Académico de Viseu.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG