Sérgio Conceição: "Temos de ter mais penáltis a favor"

O treinador do FC Porto admite preocupações quanto à falta de eficácia na finalização e explica penálti falhado nas Aves, na véspera do dérbi com o Boavista.

Sérgio Conceição está preocupado com a falta de eficácia nos remates à baliza que o FC Porto fez nos três jogos realizados depois da retoma do campeonato, nos quais apenas marcou dois golos. "A eficácia tanto ofensiva, como defensiva é importante no futebol", assumiu, lembrando que nessas três partidas, com Famalicão, Marítimo e Desp. Aves fez "70 remates à baliza", reforçou o treinador portista.

"Não conseguimos materializar toda a dinâmica. Tivemos oportunidades construídas e faltou-nos fazer o golo. Cabe-nos criar mais oportunidades", frisou, garantindo que "só falta marcar". "Temos de perceber qual é a dinâmica da equipa e o trabalho do avançado. Temos de nos juntar e perceber que o trabalho de um avançado não é só fazer golos. Claro que por estar mais perto da baliza, é isso que se pede a um avançado, mas pedimos também para serem os primeiros homens a defender, como pedimos ao nosso guarda-redes para ser o primeiro a construir. O futebol é coletivo e a equipa não conseguiu fazer golos, por isso a equipa é que não foi eficaz", justificou, na tentativa de tirar pressão de cima dos ombros dos seus homens mais avançados.

Questionado sobre o penálti falhado na Vila das Aves, Sérgio Conceição mostrou ter a receita: "Temos de ter mais penáltis a favor, criar mais situações para termos penáltis. Falhamos um, marcamos outro. Falhamos dois, marcamos o terceiro. Temos é de trabalhar e fazer sempre melhor. Tudo é trabalhado ao pormenor e predefinido para que os jogadores saibam o que fazer. O Zé Luís bateu o penálti e a equipa do FC Porto falhou o penálti."

Sérgio Conceição lembrou ainda que o FC Porto tem enfrentado adversários com "cinco e até seis defesas", mas defende que é preciso "encontrar soluções para tornear essas dificuldades".

Sobre a forma como a equipa está a lidar com esta retoma, após quase três meses de paragem das competições devido ao covid-19, o técnico portista assumiu que "é tudo diferente". "Não é só para os treinadores, mas para os jogadores e para toda a gente que entra no jogo. No final de época poderá fazer-se um resumo desta retoma, mas é uma situação nova para todos, mas garanto que o empenho, a ambição são os mesmos", explicou.

O dérbi desta terça-feira (21.15 horas) no Estádio do Dragão com o Boavista levantou alguma polémica devido à possibilidade que se levantou na semana passada de a partida ter de ser adiada para evitar aglomerações de pessoas devido ao São João, mas Sérgio Conceição garantiu que esse facto não é uma preocupação. "Toda a gente na região norte tem demonstrado um comportamento de grande respeito pelas normas de segurança, ao contrário de outras zonas do país, como sabemos. Espero esse comportamento para que estejamos todos contentes e bem no nosso espaço a festejar uma vitória", referiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG