Sérgio Conceição: "Estou convicto de que vamos ser campeões"

Apesar do empate, o treinador do FC Porto falou em "ganhar todos os jogos até final" do campeonato. Já Pedro Ribeiro assumiu que o Belenenses SAD "foi a melhor equipa em campo" e "devia ter conquistado os três pontos".

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, estava obviamente insatisfeito com o empate concedido no Estádio do Jamor, diante do Belenenses SAD, mas lembrou que apesar de a sua equipa se ter atrasado em relação ao líder Benfica ainda "há 63 pontos em disputa". E deixou uma certeza: "Temos a obrigação de ganhar todos os jogos até final. Se os ganharmos seremos campeões. Estou completamente convicto de que vamos ser campeões."

O treinador portista admitiu que "faltou algum discernimento" aos seus jogadores "na hora de cruzar, chutar e de fazer o último passe". "Tentámos de todas as formas: por fora, por dentro. Tivemos situações de cruzamento na pequena área que devíamos ter decidido de outra forma. Houve situações mais do que suficientes. Ouvi as declarações do treinador do Belenenses e concordo que a melhor equipa não saiu com os três pontos. A que teve mais bola, a que teve mais oportunidades. O melhor elemento em campo foi o guarda-redes do Belenenses, mas devemos fazer mais para conquistar os três pontos", sublinhou.

Por sua vez, Pedro Ribeiro, treinador do Belenenses SAD, não quis falar na flash interview num eventual desentendimento que teve com Sérgio Conceição ao intervalo. "Não confirmou, nem desminto. Estou aqui para falar do jogo", disse.

Sobre o jogo atribuiu o mérito aos seus jogadores e acrescentou: "Deveriam ter sido três pontos. Fomos a melhor equipa em campo. Estamos satisfeitos por termos conquistado um ponto contra uma grande equipa, uma grande instituição, mas honestamente, poderíamos ter ido para o intervalo a vencer por mais do que um golo, e possivelmente estaríamos aqui a falar de um resultado diferente. Estou extremamente satisfeito com aquilo que os jogadores fizeram, a qualidade que colocámos em campo. É mais um ponto na nossa caminhada. Estamos satisfeitos, mas sabe a pouco."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG