Serena Williams cai perante chinesa mas promete não desistir do 24.º Grand Slam

A tenista norte-americana Serena Williams falhou a passagem para os oitavos de final do Open da Austrália, ao perder na terceira ronda contra a chinesa Wang Qiang.

Serena Williams, que procurava o seu 24.º 'major' e o oitavo título em Melbourne, foi derrotada por Qiang em três 'sets', pelos parciais 6-4, 6-7 (2), 7-5, em duas horas e 41 minutos.

No duelo anterior entre as duas tenistas, nos quartos-de-final do US Open 2019, Williams tinha superado Wang por esclarecedores 6-1 e 6-0, em apenas 44 minutos.

A antiga número 1 mundial apresentava-se como uma das principais candidatas ao troféu na Austrália, sobretudo após ter conquistado recentemente, em Auckland, a sua primeira vitória depois de ter sido mãe em 2017.

Apesar do choque, Serena Williams garantiu que não desistirá de lutar pelo 24º título do Grand Slam, um recorde, e acredita mesmo que ainda pode fazê-lo.

A lenda americana de 38 anos está presa aos 23 'majors' desde que venceu em Melbourne, em 2017, quando estava grávida da filha Olympia.

Desde então ela perdeu quatro finais do Grand Slam, mas desta vez nem sequer chegou perto, eliminada na terceira ronda pela chinesa Wang Qiang, 27ª classificada do ranking mundial.

"Eu cometi muitos erros para uma atleta profissional", disse Williams. "Mas definitivamente acredito [em mais um título major] ou já não estaria no circuito", acrescentou Williams, quando perguntada se sente ainda força para alcançar o recorde de 24 títulos do Grand Slam, que pertence à australiana Margaret Court. "Eu não jogo apenas para me divertir. E perder não é realmente divertido."

"Ela serviu bem, e eu não respondi como Serena", disse Williams, oitava cabeça de série em Melbourne, mas considerada realmente a favorita à partida, principalmente devido ao histórico no torneio. "Para ser honesta, a responsabilidade está toda nos meus ombros. Eu perdi o encontro"

"Como eu disse, não é o torneio que está em causa, é o facto de eu não poder jogar assim. Literalmente, não posso voltar a fazer isto. Isso não é jogar como uma profissional. E não é nada 'cool'", prosseguiu.

Serena enfatizou que a derrota "não é o fim do mundo", mas admitiu que estava com "raiva e sofrendo por dentro", tanto quanto em qualquer derrota da sua longa e triunfal carreira. "Só que agora sou uma atriz melhor,", disse, sobre a forma de lidar com as derrotas

"Não sou mais feliz do que era há dez anos, mas agora finjo que não quero dar um soco no muro. O que, na realidade, quero", explicou a "mamã" Serena, de 38 anos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG