Rúben Amorim: "Esta vitória dá-me um gozo especial, porque sou humano"

Na hora da conquista da Taça da Liga, o treinador do Sp. Braga lembrou a polémica em torno das suas habilitações. O presidente António Salvador elogiou o técnico e disparou: "Desde a primeira hora que vi que Rúben Amorim seria um grande treinador."

Rúben Amorim assumiu que a conquista da Taça da Liga, a sua primeira como treinador de futebol, lhe sabe muito bem depois da polémica sobre o facto de não ter o nível exigido para treinar na I Liga e sobretudo pelo castigo que foi alvo quando era treinador do Casa Pia. "Não escondo que esta vitória dá-me um gozo especial, porque sou humano", disse.

O técnico do Sp. Braga acrescentou que o último mês foi "muito intenso". "Quero relembrar que chegamos à final four com uma equipa técnica que desempenhou um trabalho fenomenal e que a anterior equipa técnica liderada por Ricardo Sá Pinto também faz parte desta conquista. Aproveitamos esse bom trabalho e vencemos a Taça da Liga", assumiu.

Rúben Amorim admitiu que é um sentimento "diferente" vencer a Taça da Liga como jogador e como treinador. "Tem um sentimento diferente porque agora sou um pouco como um pai de todos, apesar de ter jogadores mais velhos que eu. Fico muito feliz por eles, pelas pessoas desta cidade e também pelo presidente que arriscou bastante em acreditar em mim. O clube merece isto."

O técnico garantiu que o golo não resultou de uma estratégia. "É tudo mérito dos jogadores que não deixaram de acreditar até ao final. Vou dar-lhes o dia de amanhã [domingo] de folga e depois segunda-feira vamos treinar e pensar já no próximo jogo", disse, admitindo que quando foi o golo ainda esperou pela análise do VAR. "Depois disseram-me que era limpo e, aí sim, festejei", atirou.

Rúben Amorim admitiu que "não é normal ganhar-se três jogos assim numa semana". "Tivemos a estrelinha algumas vezes, mas os jogadores aceitaram muito bem esta nova ideia e o primeiro jogo foi fundamental porque tivemos uma grande vitória."

No campeonato, o terceiro lugar é um objetivo dos bracarenses, mas o técnico bracarense lembrou que "o Famalicão é uma boa equipa" e "o Sporting é sempre o Sporting". "Estamos a preparar os jogos, não temos treinado muito aquilo que pretendo, mas as vitórias ajudam a compensar essa ausência de treinos. Agora há que manter e é preciso consistência e não esquecer o dia de hoje. Precisamos de vencer já em Moreira de Cónegos", frisou, garantindo que esta conquista da Taça da Liga não aumenta a exigência: "Ninguém é tão exigente comigo do que eu próprio. É claro que com estas vitórias vamos ter mais pressão por parte dos adeptos e do presidente. É normal."

António Salvador estava radiante com a conquista da Taça da Liga e aos microfones da Sport TV dedicou o triunfo aos sócios, adeptos e à cidade. "Eu disse ontem que estes jogadores fantásticos tudo têm feito para ganhar. O futebol é isto. Há menos de um mês, este clube estava deprimido. Mudámos e desde aí surgiram vitórias. Desde a primeira hora que vi que Rúben Amorim seria um grande treinador."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG