Portimonense vai protestar jogo com o Sporting

Clube algarvio considera que os leões desrespeitaram regulamentos da Taça da Liga só com um jogador formado localmente no onze. Sporting emitiu comunicado a defender que está tudo dentro da legalidade e que foram dois os jogadores formados.

O Portimonense vai protestar o jogo deste sábado com o Sporting, que os leões venceram por 4-2 após uma reviravolta. Na base do protesto, de acordo com a edição online do jornal O Jogo, está o facto de os algarvios considerarem que o Sporting apresentou apenas um jogador formado localmente no onze inicial (o guarda-redes Luís Maximiano), o que vai contra as regras da competição, que dizem que no lote de titulares têm de estar dois.

Ainda de acordo com o jornal O Jogo, o Sporting está descansado em relação a esta questão, pois a SAD leonina diz ter em seu poder documentação que prova que Bruno Fernandes também preenche todos os requisitos de jogador formado localmente.

O clube leonino, entretanto, emitiu um comunicado.

"Em face das notícias publicadas e da intenção revelada pelo Portimonense de protestar o jogo hoje disputado, o Sporting Clube de Portugal esclarece que, de acordo com os regulamentos, inscreveu na sua ficha de jogo dois jogadores formados localmente e, como tal, qualificados quer na plataforma da liga, quer na plataforma da FPF e cuja inscrição na ficha de jogo foi validada previamente ao início de jogo.

Esclarece ainda que a inscrição dos jogadores em causa também já havia sido validada anteriormente, na mesma competição, pelas entidades organizadoras.

O Sporting Clube de Portugal saúda os seus atletas pela exibição e pela reviravolta no marcador, que culmina na justíssima qualificação para a fase final da competição."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG