Portimonense e Paços de Ferreira empatam sem golos no Algarve

Jogo entre duas equipas aflitas terminou igualado.

O Portimonense e o Paços de Ferreira empataram neste sábado sem golos, em encontro da 16.ª jornada da I Liga de futebol, que envolveu duas equipas aflitas na parte baixa da tabela.

No Municipal de Portimão, ambos os conjuntos apresentaram um futebol de fraco nível, sem ocasiões de perigo que ameaçassem qualquer uma balizas, apenas com o registo de um remate na direção da baliza para os algarvios, onde Dener, aos 70 minutos, cabeceou para as mãos do guarda-redes Ricardo Ribeiro.

O Portimonense entrou melhor no jogo e, aos três minutos, Jackson Martinez chegou atrasado ao cruzamento de Henrique, que colocou a bola perto da marca de grande penalidade na marcação de um livre, perdendo a oportunidade para abrir o marcador.

A partir daqui, o Paços de Ferreira tomou conta do jogo, controlou a bola a meio-campo, mas sem conseguir encontrar espaços e os caminhos para a área dos algarvios, com os defesas a anularem as investidas aos homens comandados por Pepa, toada que se manteve até ao descanso.

No segundo tempo, António Folha alterou a forma de jogar dos algarvios, ao meter o médio Bruno Costa, reforço de 'inverno' do emblema de Portimão contratado ao FC Porto, o que deu maior 'agressividade' ao meio campo na recuperação da bola e na saída para o contra-ataque.

Contudo, embora tendo conseguido maior ascendente ofensivo durante toda a segunda parte, os algarvios foram incapazes de materializar essa supremacia em ocasiões de perigo para a baliza de Ricardo Ribeiro.

A falta de dinâmica no futebol dos algarvios e as opções do treinador António Folha foram contestadas ao longo de toda a partida, com os adeptos a apuparem a equipa.

Num jogo de 'aflitos' esperava-se mais também do lado do Paços de Ferreira, equipa que durante a segunda parte não fez qualquer remate à baliza algarvia.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG