Pinto da Costa suspenso por 45 dias por críticas à arbitragem

O presidente do FC Porto foi castigado por criticar o trabalho de Artur Soares Dias no jogo com o Rio Ave. O V. Guimarães foi punido com um jogo à porta fechada.

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol decidiu nesta terça-feira castigar Pinto da Costa, presidente do FC Porto, com 45 dias de suspensão na sequência de um processo disciplinar aberto por causa das críticas do dirigente ao árbitro Artur Soares Dias, devido ao trabalho que este fez no jogo entre os dragões e o Rio Ave, da 24.ª jornada da I Liga, realizado a 7 de março.

Em declarações ao Porto Canal, Pinto da Costa reclamou ter existido um penálti não assinalado pelo árbitro portuense sobre Marega e adiantou ainda ter a intenção de pedir uma auditoria independente às linhas de fora de jogo, na sequência de um golo anulado nessa partida.

O Conselho de Disciplina decidiu ainda castigar o V. Guimarães com a realização de um jogo à porta fechada por se terem registado duas interrupções no jogo entre o V. Guimarães e o Benfica, realizado a 4 de janeiro no Estádio D. Afonso Henriques, devido ao arremesso de tochas e cadeiras para o relvado por parte do público afeto aos vimaranenses.

O clube minhoto terá ainda a possibilidade de apresentar recurso desta decisão que, a confirmar-se, irá suspender o castigo agora aplicado.

O V. Guimarães terá ainda de pagar uma multa de 29 600 euros, enquanto o Benfica foi punido em 34 mil euros.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG