Peterhansel culpa comunicação em inglês com copiloto português por mau arranque

Conhecido como o 'Sr. Dakar', 13 vezes campeão da prova, o francês Stéphane Peterhansel admite que o seu inglês não é o melhor, o que dificulta a comunicação com o copiloto Paulo Fiúza

O piloto francês Stéphane Peterhansel (Mini), recordista de vitórias no Dakar (13), culpa o início de prova discreto na edição de 2020, que está a decorrer na Arábia Saudita, com os problemas de comunicação, em... inglês, com o copiloto português Paulo Fiúza.

Pela primeira vez, o gaulês tem a seu lado um copiloto que não fala francês, o que se tornou um problema para enfrentar as primeiras etapas desta edição do rally Dakar. "Em 21 edições do Dakar, nunca comuniquei com o copiloto em inglês, pelo que terei de me habituar", disse Peterhansel após terminar a primeira etapa do rally em segundo lugar, a dois minutos do vencedor, o lituano Vaidotas Zala.

Porém, na segunda etapa, entre as cidades Al Wajh e Neom, a dupla luso-francesa perdeu mais de 22 minutos e chegou a estar perdida. "A navegação fica complicada e o meu inglês não melhora", comentou no final da etapa de domingo o sr. Dakar, que soma seis títulos nas motos e sete nos carros.

Depois de ter tido a seu lado compatriotas como o atual diretor do Dakar, David Castera, e outro atual membro da organização, Jean-Paul Cottret, Stéphane Peterhansel tinha previsto participar no rally com a sua mulher, Andrea Peterhansel, um sonho que o casal queria cumprir há já algum tempo e para o qual treinaram nos últimos meses, mas uma lesão de última hora impediu a alemã de participar no Dakar. Á última hora, a equipa X-Raid Mini anunciou que seria o português Paulo Fiúza a sentar-se ao lado direito do galardoado piloto francês na Arábia Saudita.

Com os resultados desta terça-feira, Carlos Sainz é o novo líder, com 4.55 minutos de vantagem sobre Al-Attiyah e 8.09 minutos face ao anterior comandante, o argentino Orlando Terranova (Mini). Peterhansel, que na etapa desta terça-feira terminou em sétimo lugar a 10.26 do vencedor Carlos Sainz, é quinto da geral, a 19 minutos do espanhol.

Na quarta-feira, disputa-se a quarta de 12 etapas, entre Neom e Al-Ula, com 672 quilómetros, 453 deles ao cronómetro.

O Rali Dakar, que decorre na Arábia Saudita, começou no domingo em Jeddah e vai terminar no dia 17 em Riade.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG