Pelé desafia Cristiano Ronaldo a bater o seu recorde de 1.283 golos

O ex-futebolista internacional brasileiro Pelé desafiou esta quinta-feira o avançado português Cristiano Ronaldo a superar o seu recorde de 1.283 golos, em entrevista à agência EFE.

"Espero que, com a quantidade de golos que já marcou, e foram muitos, tenha saúde e força para chegar aos 1.283 golos, que são a minha marca. Vamos esperar para ver", disse Pelé, pouco tempo depois de Cristiano Ronaldo, atual jogador da Juventus, ter atingido os 700 remates certeiros.

Pelé confessou que se encontra muito melhor de saúde, depois de ter estado hospitalizado vários dias para ser operado a um cálculo renal, e mostrou-se preocupado com a situação do compatriota Neymar, que "tem sentido dificuldades para se readaptar e alcançar o nível de rendimento de épocas anteriores".

O número de golos de Pelé está envolto em grande polémica, pois o próprio defende ter apontado 1.283 golos, marca que inclusivamente está registada no livro dos recordes do Guinness. Porém, os registos são poucos rigorosos, uma vez que incluem jogos não oficiais. Ao brasileiro tanto se podem encontrar informações que lhe creditam 767 golos como noutras lhe dão 1281. E até há quem garanta que outro brasileiro, Arthur Friedenreich, marcou mais entre 1909 e 1935: 1329 golos. Também no topo das várias listas aparece Romário, que terá marcado entre 743 e 772 jogos, e o checoslovaco Josef Bican, a quem a Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS) dá a liderança da tabela de melhores marcadores, com pelo menos 805 golos.

Exclusivos

Premium

Contramão na autoestrada

Concessionárias querem mais formação para condutores idosos

Os episódios de condução em sentido contrário nas autoestradas são uma realidade recorrente e preocupante. A maioria envolve pessoas idosas. O tema é sensível. Soluções mais radicais, como uma idade para deixar de conduzir, avaliação médica em centros específicos, não são consensuais. As concessionárias das autoestradas defendem "mais formação" para os condutores acima dos 70 anos.