Patrício defende três penáltis e Wolves bate Manchester City

A equipa de Nuno Espírito Santo conquistou o Premier League Asia Trophy ao bater o campeão inglês Manchester City nas grandes penalidades. O Wolverhampton sucede assim ao Liverpool, vencedor do torneio em 2017.

O jogo, realizado em Shanghai acabou sem golos no tempo regulamentar, apesar de um penálti que Sterling dispôs e falhou a meio do primeiro tempo.

Foi então preciso encontrar o vencedor na marca dos onze metros. E aí foi Rui Patrício o herói. O português, um dos poucos a cumprir os 90 minutos, defendeu três penáltis, a Gündogan, David Silva e Nmecha e garantiu o troféu para a formação de Nuno Espírito Santo, que falhou duas grandes penalidades.

Quanto a jogadores portugueses em campo, do lado do Wolverhampton, Rui Patrício, Diogo Jota, João Moutinho e Rúben Neves foram titulares. Rúben Vinagre entrou aos 63 minutos, enquanto o luso-suíço de 16 anos, Christian Marques, foi suplente não utilizado. No campeão inglês, Bernardo Silva jogou a segunda parte.

No jogo de atribuição dos terceiro e quarto lugares, o Newcastle venceu o West Ham, por 1-0, com um golo do japonês Yoshinori Muto.

Exclusivos