Oficial: Sá Pinto demitido do Sp. Braga, segue-se Rúben Amorim

Emblema bracarense anunciou esta sexta-feira a rescisão de contrato do treinador da equipa principal, que estava no cargo desde o início da temporada. Novo treinador será Rúben Amorim, que estava na equipa B.

Ricardo Sá Pinto já não é treinador do Sp. Braga. O clube minhoto anunciou nesta segunda-feira a rescisão de contrato do treinador que orientava a equipa principal desde o início da temporada. A SAD bracarense, entretanto, já escolheu o sucessor: trata-se de Rúben Amorim, que treinava a equipa B - como não tem o nível IV, não poderá ser o treinador principal na ficha de jogo.

Nem a vitória deste domingo em Paços de Ferreira por 4-1 na Taça da Liga valeu ao técnico de 47 anos, que se despede da Pedreira com um registo de 18 jogos, cinco empates e sete derrotadas, deixando os bracarenses em 10.º lugar na I Liga, nos 16 avos de final da Liga Europa e nas meias-finais da Liga Europa. Na Taça de Portugal foi afastado a meio da semana passada pelo Benfica no Estádio da Luz.

O Sp. Braga foi o nono clube de Sá Pinto enquanto treinador principal, depois de Sporting, Estrela Vermelha de Belgrado, OFI Creta, Atromitos, Belenenses, Al Fateh, Standard Liège e Légia Varsóvia.

Rúben Amorim, de 34 anos, antigo jogador internacional português e que representou, entre outros clubes, Benfica e Sporting de Braga, assume pela primeira vez o comando técnico de uma equipa da I Liga.

Sá Pinto é o nono técnico a ser vítima de despedimento na I Liga, quando ainda só está cumprido metade do campeonato (14 jornadas). Este número pode aumentar caso Carlos Carvalhal (Rio Ave) leve adiante a ameaça que fez de deixar o clube de Vila do Conde.

Comunicado do Sp. Braga na íntegra:

"A SC Braga, SAD comunica a rescisão do contrato do treinador da equipa principal de futebol, Ricardo Sá Pinto, assim como dos seus adjuntos Rui Mota e Guilherme Gomes.

O SC Braga agradece a Sá Pinto e à sua equipa técnica o empenho e a dedicação com que serviram este símbolo, não podendo deixar de registar os bons momentos vividos, em especial na UEFA Europa League, expressando também os votos das maiores felicidades para o futuro.

A constituição da nova equipa técnica será anunciada antes do regresso do plantel aos trabalhos, agendado para dia 27."

Não parece ser fácil a convivência do presidente António Salvador com os treinadores do Sp. Braga. Durante a sua presidência já houve 18 mudanças de treinadores, ou seja, passam a ser 19 com a escolha de Rúben Amorim desde que em fevereiro de 2003 António Salvador tomou conta dos destinos do clube.

Jesualdo Ferreira (em duas ocasiões), Carlos Carvalhal, Rogério Gonçalves, Jorge Costa, Manuel Machado, António Caldas, Jorge Jesus, Domingos Paciência, Leonardo Jardim, José Peseiro (em duas ocasiões), Jorge Paixão, Sérgio Conceição, Paulo Fonseca, Jorge Simão, Abel Ferreira e Ricardo Sá Pinto são os treinadores que já passaram pelo banco dos minhotos desde o início presidência de Salvador. Refira-se, contudo, que nem todos foram despedidos. Houve casos em que a iniciativa partiu dos próprios técnicos, que receberam propostas mais aliciantes financeira e desportivamente.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG