O sério aviso de Iñaki Williams: "Se ouvir insultos racistas, a equipa sai toda do campo"

Jogador do Athletic Bilbau não quer voltar a ver repetidos os incidentes do final de janeiro no campo do Espanyol. E garante que toda a equipa está com ele no combate ao racismo.

O aviso está feito e toda a equipa está comprometida. Iñaki Williams, jogador do Athletic Bilbau, da liga espanhola, afirmou numa entrevista a uma cadeia de televisão do país vizinho que caso volte a ouvir insultos racistas num estádio de futebol, ele e a equipa saem de campo.

"Já falámos disso e estamos todos em sintonia. Se ouvir insultos racistas, saímos todos do campo e não queremos saber se depois somos penalizados com uma derrota. Esta atitude seria um duro soco no racismo", referiu Williams.

Iñaki Williams foi alvo de insultos racistas a 25 de janeiro, no estádio do Espanyol. Quando foi substituído e saiu do campo, o jogador foi ofendido pelos adeptos do clube rival que estavam nas bancadas junto a uma baliza. O jogador do Bilbau comunicou o sucedido ao seu capitão de equipa, que por sua vez transmitiu a informação ao árbitro.

"É algo que nenhum jogador de raça negra ou de qualquer outra raça quer ouvir. Não faz qualquer sentido. As pessoas têm de ir aos estádios para desfrutar e apoiar a sua equipa", desabafou na altura.

Até hoje, só existiu um jogo nos campeonatos profissionais de Espanha que foi interrompido devido a insultos racistas. Foi o Rayo Vallecano-Albacete, da II liga espanhola, em dezembro, quando o árbitro decidiu dar o jogo por terminado depois de o jogador ucraniano Roman Zozulia ter sido ofendido com cânticos de "puto nazi".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG