Nuno Santos denuncia ameaças nas redes sociais: "Não é o Benfica que me paga as contas"

Jogador Rio Ave foi expulso no jogo com o Benfica na noite de quarta-feira.

Nuno Santos foi ameaçado e insultado nas redes sociais, na sequência da sua expulsão no jogo com o Benfica, na quarta-feira, da 27.ª jornada da I Liga. "Não sou destas coisas, mas já não é a primeira vez que me acontece isto, mas desta vez passou todos os limites. Podem criticar as minhas exibições ou a minha forma de jogar, cada um tem a sua opinião, mas não admito que ponham em causa o meu profissionalismo e que usem as redes sociais para ameaçar a mim e a minha família. Triste realidade...", escreveu Nuno Santos na sua conta nas redes sociais.

O avançado recebeu um cartão vermelho direto aos 72 minutos, por indiciação do vídeo árbitro, após uma disputa de bola com Pizzi. O Rio Ave ficou a jogar com nove e os encarnados chegariam à vitória depois disso, igualando o FC Porto na classificação. Situação que deu origem a ameaças e insultos dirigidos a si e à família. Uns acusam-no de querer lesionar o jogador do Benfica de propósito para o afastar da equipa, outros consideram que ele foi expulso para dar uma ajudinha aos encarnados.

O avançado do Rio Ave garantiu que no lance que originou a sua expulsão "nunca quis colocar em causa a integridade física" de Pizzi, explicando a forma como se desenrolou o lance. "Tento fazer uma receção, numa bola que passa por cima de mim. Nem tenho noção de que o Pizzi está ali pois só estou a tentar seguir a bola. O árbitro decidiu pela expulsão, mas eu toco na bola em primeiro lugar. Dizerem que foi propositado é muito grave. Nunca o faria nem iria colocar em causa a integridade física de um colega propositadamente", garantiu o atleta no mesmo texto.

Nuno Santos chegou a representar o Benfica, tantos nos escalões de formação como na equipa principal, mas vincou o seu profissionalismo na defesa, agora, dos interesses do Rio Ave, deixando a garantia que dá "sempre o máximo" pela formação vila-condense.

"Se havia alguém que queria ganhar ontem [quarta-feira], como sempre, era eu. Em todos os jogos quero mostrar que estou pronto para patamares mais elevados. Não importa se joguei no Benfica o que importa é que não são eles que me pagam as contas ao fim do mês, mas sim o Rio Ave, que defendo com toda a convicção", acrescentou.

O avançado lembrou, ainda, a sua passagem pelos escalões de formação do FC Porto, sublinhando os feitos que atingiu a representar os dragões. "Da mesma forma que vibrei quando fui campeão pelo Benfica, também vibrei quando fui campeão sub-17 pelo FC Porto e sempre que marquei golos aos rivais nas nove épocas que os representei. Ontem, ninguém pode dizer que não estava a dar o meu máximo", afirmou.

Nuno Santos concluiu o texto dizendo "acreditar muito no futebol português", partilhando que descartou, em janeiro, um convite para jogar no estrangeiro, por ainda ambicionar "tentar "dar o salto para um grande [clube] português, independentemente da cor".

O desabafo levou o Sindicado dos Jogadores a "manifestar apoio a Nuno Santos e condenar as ofensas verbais de que foi vítima, ataques cobardes que os meios digitais propiciam e que colocam em causa a dignidade e reputação do jogador". O organismo liderado por Joaquim Evangelista aproveitou, ainda, a ocasião para apelar "aos clubes, dirigentes e demais agentes desportivos para que se respeitem mutuamente e cumpram um dever acrescido de zelo, não promovendo a instrumentalização dos adeptos e um discurso de ódio".

Já o jogador do Famalicão Fábio Martins, que também recentemente denunciou ameaças recebidas nas suas redes sociais, publicou hoje um texto na rede Twitter, que apesar de não se referir diretamente às palavras de Nuno Santos, versava o mesmo tema. "A maior doença em Portugal não é a covid-19. Chama-se clubite aguda e o pior é que esta, não tem, nem nunca terá uma cura. Não há comentários para o que um jogador de futebol tem de aturar. E por isso é que os que podem, saem daqui o mais rápido que conseguem. E bem!", escreveu o jogador dos famalicenses.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG