Nadal bate Kyrgios. Ambos homenagearam Kobe

Australiano, que entrou no court com camisola de Kobe Bryant, perdeu em quatro sets, pelos parciais de 6-3, 3-6, 7-6 e 7-6, em três horas e 38 minutos.

O tenista espanhol Rafael Nadal, líder do ranking mundial, qualificou-se esta segunda-feira para os quartos de final do Open da Austrália, primeiro Grand Slam do ano, ao bater o anfitrião Nick Kyrgios, que entrou no court com uma camisola de Kobe Bryant, ex-basquetebolista dos Lakers que morreu num acidente de helicóptero que vitimou mais oito pessoas.

Nadal, vencedor da prova em 2009, derrotou o australiano em quatro sets, pelos parciais de 6-3, 3-6, 7-6 e 7-6, em três horas e 38 minutos. Nos quartos de final, o espanhol vai defrontar o alemão Dominic Thiem, quinto da hierarquia, que superou o francês Gael Monfils, 10.º, por 6-2, 6-4 e 6-4.

No final, o espanhol, que surgiu com um chapéu dos Los Angeles Lakers (clube que Kobe representou). "Acordei hoje de manhã com esta terrível notícia. Estou super triste. Foi um dos melhores desportistas da história, ele merece um enorme aplauso. Conheci-o e tenho um amigo chegado que jogou muito tempo com ele: Pau Gasol. Ele sempre me disse que o Kobe é o espírito do trabalho duro, ele queria sempre mais. Queria melhorar sempre o seu nível, foi uma inspiração para todos. É um daqueles que dias que queremos esquecer, mas o Kobe Bryant vai estar nos nossos corações para o resto das nossas vidas", concluiu Nadal.

Wawrinka com vitória sofrida... vai enfrentar Zverev

A vitória do campeão do Open da Austrália de 2014 sobre Daniil Medvedev, um dos principais candidatos ao título em Melbourne Park, foi a maior surpresa dos oitavos de final. Apesar de ter entrado melhor, Wawrinka, de 34 anos, baixou o nível de jogo e só conseguiu aceder aos quartos em cinco sets, por 6-2, 2-6, 4-6, 7-6 (7-2) e 6-2, ao cabo de três horas e 25 minutos.

"Foi um encontro e um ambiente incrível. É muito difícil jogar contra o Daniil. Tive de subir o meu nível de jogo no quarto e quinto sets. Encontrei soluções. Perdi um pouco de confiança na segunda e terceira partidas e estava a lutar contra mim próprio para fazer o meu jogo. Tive de lutar, manter-me positivo e estou feliz com o resultado", explicou o suíço e número 15 mundial.

Graças ao triunfo, Stan Wawrinka, detentor de três títulos do Grand Slam, vai defrontar o alemão Alexander Zverev, após a vitória deste diante o amigo russo Andrey Rublev, pelos parciais de 6-4, 6-4 e 6-4, em uma hora e 37 minutos de encontro.

Após colocar um ponto final na sequência de 11 vitórias consecutivas de Rublev (16.º ATP), que já venceu esta época os ATP 250 de Doha e Adelaide, o germânico (7.º ATP) estreia-se nos quartos de final em Melbourne Park, medindo forças com um jogador que venceu nas duas ocasiões em que se defrontaram.

Halpe vence e Muguruza surpreende

Na competição feminina, enquanto a romena Simona Halep prosseguiu a sua caminhada vitoriosa, desta feita frente à belga Elise Mertens, por duplo 6-4, a espanhola Garbiñe Muguruza surpreendeu a holandesa Kiki Bertens, número 10 mundial.

A antiga número um mundial e atual 32.ª classificada da hierarquia WTA eliminou Bertens, por duplo 6-3, para garantir o regresso aos quartos de final pela primeira vez desde 2017, ano em que venceu Wimbledon, o seu segundo título do Grand Slam, após Roland Garros, em 2016.

A próxima adversária de Garbiñe Muguruza, de 26 anos, é a russa Anastasia Pavlyuchenkova, que derrotou a alemã Angelique Kerber, campeã do Open da Austrália em 2016, por 6-7 (5-7), 7-6 (7-4) e 6-2.

Já a estónia Anett Kontaveit, assegurou a sua estreia nos quartos de final de um 'major, ao impor-se à polaca Iga Swiatek, de apenas 18 anos, pelos parciais de 6-7 (4-7), 7-5 e 7-5. Kontaveit vai defrontar agora Simona Halep, finalista do Open da Austrália de 2018 e antiga líder do 'ranking' mundial.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG